“Craque Madame” vence o V C(H)orta

São conhecidos os grandes vencedores da V edição do C(H)orta – Festival de Curtas do Faial, festival que decorreu exclusivamente em formato online a 28 de novembro.

O prémio mais desejado, o de “Melhor Filme”, foi atribuído a “Craque Madame”. A curta metragem realiza pela tunisina Meriem Essoussi arrecadou ainda a distinção de “Melhor Ficção”.

Por outro lado foi “This Side, Other Side”, de Lida Fazli (Irão) a conquistar o júri enquanto “Melhor Animação”.

“Springs of Hope”, do indiano Manick Ganesan, ficou com a estatueta de “Melhor Documentário”.

Relativamente aos prémios de “Melhor Curta Açoriana” e “Melhor Curta Faialense” foi Pedro Rosa com “DIFERENTE.” a conseguir ambas as distinções.

Este ano a votação da “Curta do Público” decorreu na caixa de comentários da transmissão em direto, sendo “Troca por Troca”, de Pedro Afonso, eleito favorito entre aqueles que acompanharam o Festival.

A Mostra Oficial foi transmitida para todo o mundo a partir da página de Facebook da Associação de Jovens da Ilha do Faial (AJIFA). A direção da associação destaca o elevado número de curtas submetidas a Pré-Seleção e a forte participação internacional.

Na IV edição tinha sido “Ruptura”, de Gonçalo Santos, a conquistar o prémio de “Melhor Filme”, além de levantar para casa os prémios de Melhor Ficção e escolha do Público. Em 2019, no dia prévio à Mostra, foi estreado “O Homem do Vento Norte”, um filme de Paulo Henrique Silva.

Os júris desta edição foram Aurora Ribeiro, Rui Dowling e Vítor Pimentel.